Como avalio o custo/benefício na compra de madeiras e de bambu para adotar em pisos, pergolados e estrutura da casa?
@ Henry Guerra

Luiz Carlos Zanchet, dono da Zanchet Madeiras, de São Paulo, sugere algumas opções de bom custo/benefício: a garapeira na estrutura, o cumaru em áreas internas e a itaúba em externas. No entanto, esse cálculo não é simples, pois depende, entre outros fatores, da oferta de produtos. Leve em conta o uso. Em geral, uma espécie de dureza média e com boa estabilidade dimensional vai bem em pisos internos. Em externos, eleja algo resistente a umidade e cupins. Elementos estruturais pedem alta resistência mecânica. Para facilitar a escolha, o site do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) lista as características de 80 espécies. Quem quer alternativas sustentáveis deve procurar peças com o selo FSC ou estabelecimentos que tragam o selo Madeira Legal, do governo paulista. Por suas credenciais ambientalmente corretas, o bambu está na moda – mas, embora tenha preço convidativo para estruturas simples, os pisos desse material chegam a R$ 200 o m², de duas a três vezes o valor do laminado comum.

Exibições: 249

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa Pro para adicionar comentários!

Entrar em Casa Pro

Comentário de paulo ss vilela em 30 agosto 2011 às 11:11

Alguém saberia me informar sobre o coeficiente de dilatação do bambu na transversal? As peças são macho e fêmea? Qual a espessura dessas réguas? Por fim, é possível usar como forro, que mesmo protegido termicamente seguramente estará numa temperatura superior aos pisos?

 

Membros

ENCONTRE

Veja alguns dos tipos de projetos que você vai encontrar aqui:

Assine já!

© 2018   Criado por CasaPRO.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço